(Sculptura Woman – Inthename)


.
.
.
POR SER MULHER
(André L. Soares)
.
Por ser você uma mulher…
é linda e sensual, ventania louca,… torrente;
onde quero amor, mas às vezes esbarro na agonia
da inconstância própria de quem quer pouco da vida,
mas assim mesmo não encontra;
não sabendo definir o que procura
tão-somente estando cansada da busca.

. 
Por ser uma mulher…
torna meu mundo bem mais dócil,
com os artifícios únicos da fêmea inteligência;
ao meu materialismo contrapondo sua áurea metafísica.
Mas tudo o faz sem planejar, pois é sua natureza
superar – pacífica – as dores e adversidades,
sem fazer disso razão pra destruir.

. 
Por ser uma mulher…
acha graça e vê beleza em certas coisas
cuja minha ignorância tantas vezes sequer percebe;
você planta humanismo nas mais intensas agruras,
com a astúcia e a perspicácia exclusivas de teu gênero.
Quanto mais tento acertar, mais é inútil meu esforço,
pois sou homem.

. 
E por ser você uma mulher…
sendo eu rochedo, você é alma,
se faço ruídos, você canta árias,
quando fico escuro, você vem estrela,
onde sou bruto, você dança valsa,
onde acumulo pesos, você ganha asas!
.
.
.
Anúncios