(Vendedor de chapéus – Eugênio de Proença Sigaud)
.
.
.
CANTO SOLO
(André L. Soares)
.
Ando cansado
de ser o único:
…eu, meu mais fraco,
meu mais novo;…
…eu, meu mais forte,
meu mais velho
[vendo o mundo pelo espelho];…
a buscar, somente em mim
cada conselho;
sem a quem correr
para um consolo;
perdido e desafinado
nesses vôos e cantos solos.
.
Estou cansado
e, de novo,
quero um colo
pra sonhar.
.
.

.

.

Leia também:

Anúncios