(Operários – Tarsila do Amaral)

.
.
.
IndigNAÇÃO
(Luciano Dionísio)
.
Ouviram, dos teus filhos o gemido,
às sombras dos porões, ó, mãe inglória;
os ferros de suplício; a rogatória;
a infâmia; a gargalhada; o alarido.
.
Deitado eternamente na memória
de um povo torturado e perseguido,
fulgura o episódio descabido
que mancha de vergonha a tua história.
.
E hoje, sob o sol da liberdade,
induze-nos, calcados, sem vontade,
ao pejo de servir outro tirano.
.
Por que, se já colhemos nossos pomos,
madrasta não gentil, ainda somos
fantoches do capricho americano?
.
.
.
.
.
Para ler mais desse autor, visite:
Só às Aves e aos Poetas é Dado o Poder de Voar!.
.
.

.

Favorite:

Anúncios