(Afternoon Repose – Egidio Antonaccio)

.
.
.
SONETO À UTOPIA
(André L. Soares)
.
Quero dizer tudo que penso sem ter medo,
atravessar tão livremente esse horizonte,
como se fosse a simples água de uma fonte,
tocando a vida como quem faz um brinquedo.
.
Inaugurar um novo estilo, hoje me atrevo,
acreditando que o melhor não está distante,
mas muito perto, suplicando que se encontre
a chave-mestra que revele os mil segredos.
.
Parte consiste em garantir nossos direitos,
fazendo então prevalecer na sociedade
o amor ao justo, como a base dos preceitos,
.
para que assim não se repitam velhos erros,
pois quero crer que essa tal felicidade
não seja um sonho escapulindo entre meus dedos.
.
.

.

Anúncios