(The Young Ladies – Tamara de Lempicka)

.
.
.
BOA-FÉ
(André L. Soares)
.
Fique com tuas loucuras,
tuas eternas mentiras
e as juras sem nexo;…
levo minhas meio-verdades,
meu mar de poesias
e um todo concreto.

. 
Siga tua falsa coerência,
as tuas covardias
e o vazio do cérebro;…
fico com as cores da praia,
a beleza das ruas
e a ilusão de estar certo.

. 
Leva esse peso morto
que excede em teu corpo
e te infesta a cabeça;…
passo com os vícios do ego
em meus dias de sol,
buscando a leveza.

. 
Porque rejeito o que não sei dizer,
o que nem sei pensar,…
da tua abstrata forma de palavra que sai vã;
porque só quero o que hei de viver…
e o que só vou cantar
é essa felicidade que me invade nas manhãs.
.
.
.

Anúncios