(Virgil and Dante Looking at the Spider Woman – Gustave Dore)

.
.
.
AMOR TECER
(Marco di Silvanni)
.
Tecer o amor com fios de segredo,
qual tecelão que sonha e devaneia,
é conhecer o som da dor do medo
de a morte ser voraz como uma teia.
.
Amor tecer sem conhecer a vida,
cedo escondida, até o amor te ser
mais que certeza, é se perder o tempo
em que depressa acontece o amor,
.
E tece o tempo, o sonho, a vida, tudo,
amor tecendo, ao longo do caminho,
a morte sendo o sentimento mudo
te sendo o amor quem te fez tão sozinho.
.
.
.
.
.
.
.
Para ler mais poemas de
Marco di Silvanni, visite:
http://www.portodopoente.net/

Anúncios