(Not Now – Talantbek Chekirov)

.
.
.
INSÔNIA
(Dazinha Serena – 10.01.2008 – S. Paulo/SP)
.
Prometa-me que ao desligar a música
o som irritantemente persistente de meus
pensamentos não me enlouquecerá.
A sensação intocável de sei-lá-o-quê
não fará com que meu coração pulse bruscamente.
Esta dor continuará anestesiada,
como se a mim não pertencesse.
As lembranças não se tornarão inquietas,
acordando lágrimas
com muito custo adormecidas.
O medo não correrá feito adrenalina injetável
por cada veia de meu corpo.
.
Prometa e jure, se possível,
que ao apagar as luzes virá sono tranqüilo
e não o terror de desperta escuridão.
.
.
.

Anúncios