(Allure – Ashley David)
.
.
.
ONOMÁSTICA
(André L. Soares)
.
Que seja cristo o teu desejo.
Que permaneça adriana a tua graça.
Que brilhe elevada a tua estela.
Que tua vida não seja mara.
Que resplandeça a tua helena, sempre pulquéria.
Que tua alma nunca deixe de ser nora.
Que se mostre caetano o teu viver.
Que ainda admires a terra bárbara.
Que sejas selma em tuas escolhas.
Que durma túlia tua ambição.
Beatriz tua palavra.
Que tua voz dalila sopre inácia.
Que sejam olgas os teus rebentos.
Que teu fazer vítor receba lauras.
Que pelo eterno sejas jamila, mulher diana.
Que após mil anos, ainda sejas fátima.
Que sempre esperes por teu andré.
Que meus dedos se aventurem em teu césar.
Pois que te quero minha regina.

.

Que seja transparente o teu desejo.

Que permaneça sedutora a tua graça.
Que brilhe elevada a tua estrela.
Que tua vida não seja amarga.
Que resplandeça a tua luz, sempre formosa.
Que tua alma nunca deixe de ser menina.
Que se mostre encantador o teu viver.
Que ainda admires a terra estrangeira.
Que sejas justa em tuas escolhas.
Que durma pacífica tua ambição.
Que traga felicidade tua palavra.
Que tua voz dócil sopre fogosa.
Que sejam felizes os teus rebentos.
Que teu fazer vitorioso receba louros.
Que pelo eterno sejas bela, mulher divina.
Que após mil anos, ainda sejas mulher perfeita.
Que sempre esperes por teu guerreiro.
Que meus dedos se aventurem em teu cabelo farto.
Pois que te quero minha rainha.
.
.
.
Anúncios