(Nude Twins – Alfred Gockel)
.
.
.

CORAÇÃO TRAIÇOEIRO
(Rachel dos Santos Dias)
.
Já havia decidido não sofrer
por esse amor que me pesava tanto.
eis me outra vez a derramar o pranto
só de lembrá-lo, de querê-lo ver.

E até pensava em não mais querer
saber por onde vai ou vem e, no entanto,
eis me de novo a soluçar meu canto
na revolta absurda do não ter.

Vejo por isso que não basta apenas
dizer que já não sofro, se as penas
de amor as tenho por inteiro.

E canto e sofro, escrevo e desespero
por esse amor, que nunca mais espero.
Ah! Meu pobre coração tão traiçoeiro!
.
.
.

Anúncios