(‘The Second of May, 1808’ – Francisco de Goya)

.
.
.

BEM MAIS QUE UM CORAÇÃO…
(André L. Soares)
.
Irmão…
mais uma vítima
do ato vão,
do mundo estúpido, senão
desse país de homens brutos.

Vai,…
esquece tua terra então,
que nesse campo de guerra
nada se redime.
Mesmo porque, aqui,
o que se chama ‘paz’
é só mais um capuz
sobre a face do crime,…
é só a impunidade
e o conformismo
apossados de nós.

Aproveita,…
que não pertences mais
a esse manicômio,
segura a mão de outro anjo,
siga envolto de bons sonhos…
… esse planeta não te mereceu.

De bom,…
leva contigo um milhão de preces
– sem muito esforço
logo nos esquece –
olha pra cima, ganha os Céus,…
e ao sol-poente,
quando fores brincar com Deus,
faça-me um favor,
leva um recado meu:

– pergunta a Ele…
se nesse mundo-cão
o Amor morreu,
ou se…
sentindo nossa alma armada,…
envergonhado
o Amor bateu em retirada,
deixando deserto
o coração da gente.
.
.
.
Anúncios