(‘Madame M’ Tamara de Lempicka)

.
.
.
TEUS OLHOS

(André L. Soares)
.
As tuas retinas ofuscantes
são dois sóis negros a me olhar
vencendo minhas barreiras
transpondo nossas fronteiras
aproximando-nos mais.

.

Busco na força dos teus olhos

boas razões pra melhorar
deixo minhas cismas de lado
esqueço antigos estragos
e em teus braços quero paz.

.

Sendo eu um homem errante
em busca da felicidade
após correr tantas cidades
estou certo que encontrei
nos teus olhos dois portais.

.

No teu olhar findam os meus descaminhos
em tua visão não sou mais alguém a esmo
sinto carinho nas meninas de teus olhos
em teu olhar eu encontro a mim mesmo.
.
.
.



Anúncios