(‘Lassitude’ – Tamara de Lempicka)

.
.

.

QUASE SOZINHOS
(André L. Soares)
.
Onde você vê gente humilde
deslocando-se em massa pro serviço
eu vislumbro mais que isso…
avisto santos indo pro calvário,
pela ‘via-crucis’ de decênios de trabalho
– heróis que resistem ao cotidiano embrutecido –,
com direito a fel e a espinhos.

E é tão nítido o imenso sacrifício
– maldito seja quem pensar que é fácil –
de levar-se nas costas um país ingrato,
movendo engrenagens que favorecem o injusto.
Mas se Deus – que a tudo vê –
não envia outro Cristo,
talvez seja porque esses mártires anônimos
tudo possam resolver assim…
quase sozinhos.
.
.
.
Anúncios