.
.
.

REFÚGIO
(Rita Costa – 01.06.06 – Rio de Janeiro-RJ)
.
Ah!
Como é difícil
Ficar à margem
Se entre um verso
e outro.
Dou de encontro…
Com meus sonhos…

Ah!
Ao me encontrar…
Melhor me entendo
E como é dolorido voltar
Se os antigos esconderijos
Eram muito mais bonitos

Ah!
Como é difícil
Após ter ido tão fundo
Ver-me aqui encolhida
Nesse poema resumido.
.
.
.

Anúncios